A Dívida da Prostituta

Em uma pequena cidade turística, caiu uma chuva torrencial por vários dias, deixando a cidade praticamente deserta.
Há tempo que a crise vinha assolando este lugar … Todos tinham dívidas e viviam à base de créditos.
Por sorte, chegou um milionário com muito dinheiro, entrou no pequeno hotel e pediu um quarto, colocando no balcão R$ 1.000,00.
– A recepcionista foi mostrar os quartos para o homem escolher, enquanto o dono do hotel pegou o dinheiro e saiu correndo para pagar a sua divida com o açougueiro.
– O açougueiro pegou o dinheiro e correu pagar sua dívida com o criador dos animais.
– O criador pegou o dinheiro e correu pagar o Moinho, que fornecia alimento para os animais.
– O dono do moinho pegou o dinheiro e correu pagar sua dívida com a Prostituta.
– A prostituta correu pagar o dono do hotel, que ela utilizava para levar seus acompanhantes.
Neste momento, o milionário voltou com a recepcionista e informou que não gostou de nenhum quarto. Decide ir embora, e pede seu dinheiro de volta para o dono do hotel.
Ninguém ganhou nenhum centavo, mas todos quitaram sua dívidas, porém, agora toda a cidade vive sem dívidas, e olha para o futuro com confiança.
MORAL DA HISTÓRIA:
SE O DINHEIRO CIRCULA NA ECONOMIA LOCAL, SE ACABA A CRISE.
– Consumamos mais nos pequenos comércios e pequenos mercados.
– Consuma o que teus amigos produzem dentro do país.
– Se teu amigo tem uma microempresa, compra dele.
– Se teu amigo fabrica roupas ou calçados, compre dele.
– Se teu amigo tem uma Pastelaria, coma lá.
Dê mais valor as pequenas coisas da vida.
Dê mais valor ao respeito.
Dê mais valor à honestidade.
Dê mais valor à humildade.
Apoie o comércio local.

Autor Desconhecido.
Compartilhado da Internet.
Texto original em espanhol
Tradução e adaptação Rodrigo Lessnau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.