Segundo cachorro: como atenuar o ciúme do primogênito

A chegada do irmãozinho provoca grande mudança na vida de um cachorro. Obrigado a dividir o afeto dos pais, o primogênito tem de lidar com sentimentos contraditórios. Então, é normal o o comportamento agressivo, regressão nas frases de desenvolvimento – como voltar a fazer xixi na cama – e e até mesmo ignorar o novo membro da família são algumas formas que o cachorro encontra para demonstrar ansiedade e frustração.

Para ajudar o seu a se adaptar à nova vida, alguns passos são muito importantes:

1. Dê a notícia logo – e sem culpa

Na intenção de poupar o cachorro dos sentimentos conflituosos que estão por vir, muitos pais de pet decidem adiar a notícia até que não seja mais possível escondê-la. Um erro, segundo os especialistas, que costuma ser motivado por um sentimento de culpa que não deveria existir. Portanto, conte ao cachorro antes de divulgar a notícia aos parentes. E, principalmente, conte sem transmitir culpa e com muita naturalidade

2. Relembre o tempo em que o primeiro Pet chegou:

Reveja com ele as fotos antigas e conte histórias que o ajude a se colocar no lugar do cachorro que está para chegar. Esses momentos proporcionam uma sensação de alívio para o Pet, que percebe que ele também já recebeu toda aquela atenção.

3. Não compense com presentes ou mimo a atenção dividida

O cachorro precisa aprender a lidar com emoções como ansiedade e frustração, sem prêmios para compensar esses sentimentos.

4. Encare a realidade: o ciúme não tem idade

A boa notícia é que a fase aguda do ciúme não costuma durar mais de dois meses.
A má notícia é que, mesmo depois que os cachorros têm os próprios filhotes, eles ainda disputam a atenção dos pais e a discussão sobre quem é o cachorro preferido não tem fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.